segunda-feira, 30 de julho de 2012

Atletas espanholas na Escola de Judo Ana Hormigo



Com vista à preparação do Torneio Internacional de Alicante, XVIª edição masculina e XIIIª feminina, duas judocas espanholas Alma Wünsche do Club Dojo Formentera e Lydia Bellés do Judo Club Budokan de Ibiza e Valência respectivamente, estiveram a treinar na Escola de Judo Ana Hormigo para realizarem o seu último microciclo de preparação.

Tal como o albicastrense Ricardo Louro as duas atletas realizaram dois treinos diários ministrados pela equipa técnica da atleta olímpica Ana Hormigo, partindo no final da semana para Alicante (Espanha) a fim de participarem na prova e no estágio internacional organizado pela Federación Valenciana de judo.

Nesse Torneio Internacional o judoca Ricardo Louro (-100 Kg) somente realizou um combate contra o espanhol San Martin. O albicastrense começou bem o combate marcando uma vantagem de yuko, no entanto viria a perder o combate por sucessivos castigos atribuídos pela equipa de arbitragem. O atleta beirão permanecerá em Alicante para realizar o estágio internacional que se segue à competição e que conta com centenas de participantes de vários países. 
 
Fonte: EJAH

Escola de Judo Ana Hormigo contemplada pelo Comité Olímpico de Portugal



A Associação Judo Clube União Albicastrense, núcleo do Projecto Escola de Judo Ana Hormigo, foi contemplada com um apoio financeiro de 14.500,00 € (catorze mil e quinhentos euros) pelo Comité Olímpico de Portugal (COP) em parceria com o Instituto da Juventude e do Desporto Português.

Este Projeto de Apoio Complementar destinava-se a clubes que têm em sua representação atletas no projeto olímpico ou no projeto de esperanças olímpicas 2016 e contemplava a aquisição de equipamento e material de forma a apetrechar o espaço de treino e melhorar as condições de preparação desportiva.

A este projeto concorreram diversos clubes nacionais, ficando a Associação Judo Clube União Albicastrense na 3ª posição por ordem de importância entre os 9 projetos selecionados e premiados pelos critérios de seleção.

O clube albicastrense, irá assim renovar a sua área de treino nas suas instalações sitas na Avenida da Carapalha, com a aquisição de novos tapetes de judo, dotar e equipar a sua sala de treino com novos aparelhos de musculação, e ainda adquirir material de avaliação e medição de condição física.

Desta forma a AJCUA pretende dar aos seus atletas e associados, melhores condições de treino para que mais e melhores resultados e atletas de topo possam emergir e triunfar em terras do interior.





Fonte : AJCUA

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Futebol Clube de Gaia apresenta: IV GAIABASKET 3X3.


Em parceria com o Município de Gaia/Gaianima, desafiamos a tradição para proporcionar aos amantes do basquetebol o melhor 3X3 de sempre, num formato pioneiro que promete sucesso.

A Esplanada do Alex - Praia de Valadares - será o palco deste evento que durante 3 dias - 31 de Agosto, 1 e 2 de Setembro - vai receber os melhores jogadores de basquetebol de rua, o melhor público, os melhores árbitros e a maior animação. Do 3X3 ao campismo, à música, aos prémios e a muitas mais surpresas, esta grande festa do basquetebol promete tornar-se uma referência nacional nos eventos de Verão da modalidade.

Na IV edição, prevê-se uma afluência superior a 500 participantes divididos por 6 escalões masculinos e femininos, oriundos das mais variadas cidades do País, como Coimbra, Aveiro, Lisboa, Braga, Guimarães, Matosinhos, Porto e naturalmente, Gaia, entre muitas outras.

Organismos como o Municipio de Gaia e Gaianima, Junta de Freguesia de Canidelo, Associação de Basquetebol do Porto e parceiros privados como a Esplanada do Alex, BA Vidro, S.A., Spalding, Gaia Sport Center, Rádio Nova Era, entre outros, juntaram-se a mais uma iniciativa com a marca FC GAIA.

As inscrições são limitadas e estão abertas em fcgaia.pt.

terça-feira, 24 de julho de 2012

Ocean ruma a Budapeste para mais uma ronda da GP2 Series


Depois da boa prestação conseguida no fim-de-semana passado em Hockenheim, a equipa portuguesa não teve descanso e já rumou a Budapeste ao traçado de Hungaroring para mais uma jornada da GP2 Series que decorre a 28 e 29 de Julho.

Com uma segunda metade de temporada bastante competitiva a Ocean que pontuou nas duas corridas na Alemanha e conseguiu a sua melhor qualificação da temporada com o terceiro posto está em posição de ambicionar manter os bons resultados. Nigel Melker deu um salto qualitativo em termos de performance e apesar de considerar o circuito húngaro bastante particular não esconde a ambição: "Quero sempre fazer melhor. Mas sei que vai ser um fim-de-semana exigente. Preciso de analisar bem a configuração do traçado e encontrar com a equipa o melhor 'set-up' para o carro. Uma certeza tenho, a de querer marcar mais pontos para as contas do Campeonato", referiu.

Victor Guerin tem vindo a evoluir de forma notória desde que se estreou na GP2 Series. E de visita a um traçado que já conhece, espera poder tirar partido disso: "A principal preocupação passa por conseguir fazer uma boa qualificação. É muito importante o lugar na grelha para o desfecho das corridas. Depois se conseguirmos juntar tudo o que já fizemos de bom numa única corrida, tenho a certeza que vou chegar aos pontos. É apenas uma questão de tempo", concluiu o piloto brasileiro.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

“The Tall Ships Races 2012” - O Adeus a Lisboa

All Rights Reserved

Com um cenário fantástico, o nosso rio Tejo e as suas margens (norte e sul) , os veleiros presentes na “The Tall Ships Races 2012” e muitas outras embarcações participaram hoje numa grande parada naval de Alcântara até Belém, numa forma de agradecer e despedirem-se de Lisboa rumo a Cádiz.  

O desfile foi comandado pela nossa "Sagres" bela e imponente com as velas com a Cruz de Cristo ao vento deliciou os milhares e milhares que enchiam por completo as margens tanto na margem norte "qual hora de ponta num transporte publico lisboeta", quer na margem sul , todo o local estava com lotação esgotada.



All Rights Reserved
Pelos olhos de grandes e pequenos espectadores passaram os portugueses Navio-Escola Sagres, Creoula e Santa Maria Manuela (que fechou esta parada), o Europa, os polacos Fryderyk Chopin e Dar Mlodziezy, o gigante dos mares russo - MIR, o Lord Nelson, veleiro Jolie Brise, o inglês Morning Star of Revelation e o belga Rupel., o Moosk e o St Iv, Juan de Langara, Miles to go, Akela, Urania e entre outros mais estava a Caravela Vera Cruz..

All Rights Reserved
A “The Tall Ships Races 2012” em Lisboa saldou-se por um êxito para a organização. Organização essa, que foi muito elogiada pelo Chairman” da STI -  Robin Snouck-Hurgronje, diretor de eventos da Sail Training International (STI), que disse satisfeito por regressar a um porto que carrega a magia de uma longa história ligada ao mar. “Lisboa tem enorme tradição no mundo marítimo. Grandes navegadores partiram de Lisboa para descobrir o mundo e, portanto, todos os marinheiros sentem um grande entusiasmo por aportar nesta cidade”, afirmou o responsável da STI.

domingo, 22 de julho de 2012

Tiago Monteiro pontua em fim-de-semana atribulado

 
Apesar do bom resultado na qualificação do Campeonato do Mundo de Carros de Turismo que esteve fim-de-semana visitou o traçado brasileiro de Curitiba, Tiago Monteiro não teve tarefa fácil nas corridas. Logo na primeira foi abalroado por um adversário poucas curvas após o início e obrigado ao abandono com a direcção e suspensão do seu SEAT Leon partidas. Na segunda, após um excelente trabalho da SunRed que conseguiu em 15 minutos substituir o eixo dianteiro esquerdo, Tiago não teve a tarefa facilitada mas, conseguiu somar pontos para as contas do Campeonato com o nono posto.

A intenção do piloto português passava por pontuar em ambas as corridas e tudo previa que fosse possível tendo em conta as posições na grelha: "Mas isso ficou logo hipotecado na primeira corrida. Logo após o arranque vários carros cortaram a 'chicane' sem que fossem penalizados por isso e eu dei por mim no meio da confusão. Levei um toque do Cerqui e fiquei com a suspensão e direcção destruídas sem que conseguisse levar o carro até às boxes. Isso obrigou a que a equipa tivesse que reparar o SEAT em apenas 15 minutos. A SunRed fez mais uma vez um milagre, estão de parabéns", referiu.

Apesar do sucesso na substituição do eixo dianteiro esquerdo, Tiago entrou em pista com a sua máquina completamente desafinada: "Andei à luta e penso que dei um bom espectáculo. Aguentei o mais que podia mas tinha consciência que seria uma questão de tempo até os Chevrolet chegarem perto. Perdia muito tempo nas rectas e com o carro completamente desalinhado, foi uma aventura em pista. Mas no final fiquei satisfeito por ter arrecadado alguns pontos", disse.

The Tall Ships Races 2012 - Música e Fogo

All Rights Reserved
  The Tall Ships Races 2012 - Música e Fogo

All Rights Reserved
À semelhança dos outros dias, a estadia dos veleiros no cais junto a Santa Apolónia foi motivo para a visita de milhares de lisboetas e não só.
All Rights Reserved

Os visitantes tinham à sua espera uma festa continua, com animação em terra, com visitas aos veleiros e outras actividades. Este sábado fica marcado pela música da Banda da Armada, pelos concertos ao vivo de Tiago Bettencourt, Frankie Chavez, M-Pex.

All Rights Reserved


Mas sem dúvida a atracção principal no dia de hoje foi os 15 minutos de fogo de artificio lançado do rio, que iluminou os veleiros e as margens do Tejo. 

Foi um espectáculo que atraiu muitos mais visitantes que ocuparam as posições junto das barreiras que cobrem todo o comprimento do cais onde estão os veleiros.

Amanhã é o dia da parada dos veleiros entre Alcântara e a Torre de Belém , ao fim do dia rumam até a Cadiz.

sábado, 21 de julho de 2012

“SHOCHUN GEIKO” no C.C.D.Pragal/Almada

DR / Nelson Trindade



O C.C.D.Pragal/Almada-“judo clube” realizou a tradicional actividade judoca, o “SHOCHUN GEIKO”.

O Shochun-Geiko trata-se de uma actividade tradicional que visa a realização de treinos de judo de habituação e adaptação á época quente, assim como o Kan-Geiko á época fria.

Foi um momento aproveitado para a confraternização, convívio e claro para a pratica de judo entre várias idades.

Estiveram presentes vários judocas do C.C.D. Pragal, do G.D.Fabril, da S.F.U.A. e do G.C. de Corroios. Entre os presentes, com os mestres do CCD Pragal Nelson Trindade6ºDan e Manuela Trindade4ºDan, os Mestres Marco Morais 4º Dan e Andrei kolesnikov 2º Dan juntamente com os mestres convidados de honra Manuel Martins 6ºDan e António Geraldes 6ºDan, proporcionaram uma manhã muito diferente e agradável que começou bastante cedo logo pelas 7.00 horas.

Inicialmente houve uma primeira parte nas praias da Fonte da Telha com a realização de jogging, depois houve a parte do tapete com prática de judo e para terminar nada melhor que um churrasco para gerar uns momentos agradáveis de convívio já a pensar na próxima época que está á porta.



Agradecimentos especiais aos Mestres Manuel Martins e António Geraldes pela colaboração técnica.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Jovens Lusos a bordo do “Bark Europa”


JCSERV 2012 / JCMYRO
Faltam dois dias para o arranque da grande festa dos “The Tall Ships Races Lisboa 2012”. Ao cais de Santa Apolónia já ancoraram vários veleiros, entre eles o português Santa Maria Manuela. De Saint-Malo largaram 43 embarcações que neste momento já se encontram em mares portugueses a realizar exercícios e várias ações e tarefas com os jovens velejadores.

Entre eles encontra-se o Bark Europa, veleiro centenário holandês da classe A, que neste momento encontra-se ao largo da Baía de Cascais. Apesar de não ser um dos maiores veleiros da frota é um dos mais apreciados pela sua aparência secular. Na primeira etapa da regata, o Europa embarcou 43 jovens de diferentes de oito nacionalidades europeias, entre eles contam-se vários portugueses.

Mariana e Francisca, duas jovens a navegar no veleiro holandês, contam que esta aventura é uma oportunidade para abrir os horizontes marítimos e culturais. Madalena, que não quis perder a experiência que as “Tall Ships” proporcionam, relata “Tive a oportunidade fantástica de participar neste intercâmbio e foram uns dias ótimos. O treino de mar, a vida a bordo, o conhecer pessoas de diferentes nacionalidades, estar no meio do oceano a ver as estrelas, o nascer e o pôr-do-sol foram uma experiência que sem dúvida, quero repetir!”

É de comum acordo que todos querem voltar a ter esta experiência. “Sem nunca ter velejado num tall ship, com pouca ou nenhuma experiência em qualquer tipo de navegação, surpreendeu-me a facilidade com que me consegui adaptar à vida a bordo do Bark Europa com mais 43 “trainees” (velejadores de primeiras águas) de toda a União Europeia. Foi uma experiência inesquecível.”, conta Luís.

Tomás caracteriza a experiência no navio como um dos melhores momentos já protagonizados na sua vida. “Apesar de ter estado enjoado nos primeiros dias reparei que a entreajuda e a preocupação do grupo para que todos se sentissem bem e divertidos foi enorme”, conta.

O “Europa” pode ser visitado a partir de quinta-feira e a 22 de Julho ruma até Cádis depois de uma enorme parada marítima no Rio Tejo. No decorrer do “Cruise in Company”, o veleiro volta a Lisboa entre os dias 2 e 3 Agosto. No mês de Setembro vai fazer uma viagem de circum-navegação.

Fonte: AnaLima Comunicaçaõ




terça-feira, 17 de julho de 2012

Hockenheim é o próximo destino da Ocean na GP3 Series


A GP3 Series compete este fim-de-semana no traçado alemã de Hockenheim e a Ocean Racing Technology está mais motivada que nunca. A sequência de bons resultados abre boas perspectivas à equipa portuguesa de voltar a subir aos lugares de pódio. É esse o principal objectivo da estrutura lusa.

Kevin Ceccon, Robert Cregan e Carmen Jorda são os três pilotos de serviço. O nível de experiência de cada um dita ambições distintas. Ceccon ocupa a oitava posição da tabela e espera somar dois bons resultados, no pódio de preferência, para conseguir subir posições na classificação geral: "Espero que este fim-de-semana tudo corra bem sem nenhum percalço. Fiz uma boa sessão no simulador e sinto-me preparado para mais uma batalha", referiu o piloto italiano.

Robert Cregan tem protagonizado uma excelente evolução e numa altura em que está cada vez mais adaptado ao carro, já não esconde querer chegar aos lugares pontuáveis: "Estou muito entusiasmado com esta corrida. Vai ter lugar num circuito que conheço bem de outras categorias. É muito semelhante a Valência onde tive um bom desempenho. Espero finalmente conseguir amealhar os meus primeiros pontos da temporada", referiu o irlandês.

Carmen Jorda que se viu impossibilitada de alinhar na última jornada devido a uma indisposição quer recuperar o tempo perdido: "Estou com muita vontade de entrar em pista e recuperar o tempo perdido. Foi uma pena o que aconteceu na prova passada mas continuo com a mesma motivação e ambição de fazer melhor e melhor".

Pontuar é a ambição da Ocean



 GP2 Series em Hockenheim

Depois de na última jornada em Silverstone a Ocean ter conseguido terminar as duas corridas nos lugares pontuáveis, aliás bem perto do pódio, a ambição para a jornada que se avizinha este fim-de-semana de 21 e 22 de Julho em Hockenheim, abre novamente boas perspectivas para a equipa lusa que volta a ter como objectivo terminar ambas as provas nos pontos.

Nigel Melker deu um salto qualitativo em termos de performance. O piloto holandês já tinha mostrado todo o seu potencial desde o início da época e os resultados das corridas passadas deixam-no ainda mais motivado e confiante para Hockenheim: "Acho que estamos em condições de repetir aqueles resultados. Claro que o meu objectivo é sempre fazer melhor mas não vou colocar a fasquia tão alta. Voltar a terminar nos pontos é o principal objectivo e o que vier por acréscimo será ainda melhor", disse.

Victor Guerin esteve estas duas últimas semanas a preparar-se fisicamente em Itália, país onde reside, para melhor enfrentar a exigência das corridas de GP2 Series: "Foram treinos muito importantes e exigentes também. Mas a este nível nada pode ser descurado. Apesar de não conhecer o Circuito de Hockenheim penso que será uma prova mais fácil que a última, pelo menos as condições atmosféricas parecem ser melhores. Traço como meta conseguir impôr o mesmo ritmo que no Mónaco e chegar aos lugares pontuáveis ou bastante perto", rematou o piloto brasileiro que continua a disputar a GP2 Series com a Ocean.

Tiago Monteiro rumo ao Brasil

 
Decorre este fim-de-semana no Circuito de Curitiba no Brasil a oitava jornada do Campeonato do Mundo de Carros de Turismo (WTCC). Tiago Monteiro e o seu SEAT Leon 1.6 Turbo volta assim à actividade desportiva depois da última ronda no Algarve, há mais de um mês.

Habituados a visitar o Brasil pela altura do Verão naquele país, este ano, acontece precisamente o contrário, o que certamente obrigará a trabalho redobrado para os pilotos e equipas na busca do melhor compromisso para as máquinas.
 
Apesar da aparente incerteza face às condições atmosféricas, Tiago mantém o seu habitual optimismo: "É bom voltar à competição depois de tanto tempo parado. O Circuito de Curitiba é muito atípico, não sei bem o que esperar do fim-de-semana. Apesar de gostar da configuração do traçado, que é rápido e tem uma zona bastante técnica, nem sempre é suficiente para atingir os nossos objectivos. O facto de estar frio pode ser uma vantagem pois os pneus não sofrem tanto. Estou motivado e confiante no trabalho de equipa".

Somar pontos para as contas do Campeonato continua a ser a palavra de ordem do piloto português: "Quero fazer o melhor possível e isso passa por garantir um bom lugar na grelha, que é sempre uma tarefa complicada e depois nas corridas, somar pontos. Se conseguir isto, fico bastante satisfeito", rematou.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Cais de Santa Apolónia preparado para receber os Grandes Veleiros



JCSERV 2012 / JCMYRO
“The Tall Ships Races 2012 Lisboa”

No cais de Santa Apolónia já se respira o ambiente das “The Tall Ships Races 2012 Lisboa”. Os Grandes Veleiros começam a chegar a partir desta segunda-feira e ao longo dos próximos dias para o evento do ano.

O certame abriu esta manhã com uma conferência de imprensa onde marcaram presença os responsáveis da APORVELA e alguns dos mais de 220 jovens lusos que embarcam na aventura da grande regata.


António Lobato, presidente da APORVELA, realçou que as condições do cais – entre o Terreiro do Paço e Santa Apolónia – são melhores do que na edição de 2006 que decorreu em Alcântara. Na conferência de imprensa desta manhã, o responsável explicou que nesse ano houve mais veleiros mas menos condições.


“Tivemos mais veleiros inscritos porque era o 50.º aniversário das regatas. Este ano temos um menor número de embarcações, mas em contrapartida temos muitos mais jovens portugueses inscritos. Inicialmente tínhamos o objetivo de inscrever 150 jovens e conseguimos 220, o que superou tudo o que esperávamos. É a prova que o interesse pela vida marítima está a aumentar a passos largos”.

O presidente da APORVELA, responsável pela organização do embarque destes jovens nas “The Tall Ship Races”, salientou que “os jovens que embarcam neste projeto vieram até à instituição pelo programa dos Jovens e o Mar. São cerca de 16 as nacionalidades presentes nas tripulações, o que torna a experiência ainda mais enriquecedora. Os jovens têm assim uma ótima oportunidade para alargarem os seus horizontes”.

O jovem Duarte Daniel vai embarcar no veleiro de classe A, Alexander Von Humboldt II. “O veleiro é dos mais recentes e é a primeira vez que embarco num veleiro destes. Espero que seja uma viagem muito diferente do que costumo fazer. Estou muito entusiasmado”, explica.

A bordo da única embarcação com capacidade para receber tripulantes portadores de deficiências estará Catarina Mesquita que acha todas as viagens especiais. “A bordo do Lord Nelson vai ser uma experiência única. Poder fazer parte de um veleiro que torna possível a vida a bordo para todos é magnífico. Estou ansiosa para largar de Lisboa”, conta.


Rita Cunha faz parte dos 220 jovens que este ano participa na regata. Vai embarcar na Caravela Vera Cruz onde já noutras ocasiões navegou por isso confessa ter alguma experiência. “A viagem vai ser diferente das outras pela duração e porque vou com outras pessoas que não conheço. Vai ser uma viagem única”, sublinha.

Estas declarações vão de encontro à invocação de António Lobato: “Participar neste evento é essencialmente uma experiência de mar, mas já tivemos um jovem que fez parte de uma regata e decidiu que era mesmo o que queria fazer com a sua vida. O mar não é o bicho-de-sete-cabeças que muitas vezes podemos pensar que é. Depois de embarcar uma primeira vez, é garantido que se vai querer repetir”.

Lisboa vai receber 49 veleiros e mais de três mil tripulantes entre 19 e 22 de julho. Prevê-se que o evento vai ter a visita de cerca de um milhão de visitantes no cais de Santa Apolónia. “Vão ser quatro dias de muita diversão e experiências únicas. A possibilidade de visitar os veleiros é muito importante. Poder tocar nas coisas cria sempre mais proximidade. São oportunidades fantásticas”, diz António Lobato.

Todos os veleiros vão estar acostados no cais até 22 de Julho. No domingo é dada a largada e os veleiros vão desfilar desde a ponte 25 de Abril até à Torre de Belém. A largada para a segunda regata, de Lisboa a Cadiz, é dada já ao largo do Cabo Raso.

Fonte:AnaLima Comunicação

JCSERV 2012 / JCMYRO

O Porto de Lisboa patrocina esta prova que regressa a Lisboa depois do sucesso registado em 2006.

Um dos patrocinadores deste grande evento - Tall Ships Races 2012 Lisboa, é o Porto de Lisboa. Esta entidade associar-se a um dos maiores eventos náuticos, que  vai receber mais de quatro dezenas veleiros na zona ribeirinha entre Santa Apolónia e o Terreiro do Paço a partir de 19 de julho.

Pela sexta vez, o Porto de Lisboa patrocina esta prova que regressa a Lisboa depois do sucesso registado em 2006, quando a capital portuguesa acolheu mais de 80 grandes veleiros e mais de seis mil tripulantes.  

Andreia Ventura - PL
Para a administração do Porto de Lisboa, este é mais um momento assinalável que vai permitir trazer à cidade uma nova dinâmica e aproximar o grande público deste desporto náutico.

Andreia Ventura, administradora do Porto, afirma “é com entusiasmo que aguardamos esta prova, e estamos convictos que este é mais um contributo valioso para a cidade de Lisboa e para reforço do seu posicionamento internacional, na área do turismo e da competição náutica”.
Para a administradora do Porto, esta associação a um evento desta grandeza é também uma “forma de contribuir para o desenvolvimento das modalidades no nosso país, uma área onde temos grande potencial de crescimento”.

sexta-feira, 13 de julho de 2012

CORFEBOL SUMMER CUP

ARQ - JCSERV /JCMYRO

Já está definido o calendário de jogos:


Sexta-Feira, 13 Julho:


18h30 - Dalto vs SN s19

19h30 - NSC vs NCB
20h30 - CCLA vs Dalto

Sábado, 14 Julho:


10h30 - SN s19 vs NSC

11h30 - NCB vs CCLA
12h30 - Dalto vs NSC
13h30 - CCLA vs SN s19
14h30 - NCB vs Dalto
15h30 - NSC vs CCLA
16h30 - SN s19 vs NCB

Domingo, 15 Julho:


10h30 - 3ºgrupo vs 4ºgrupo - Jogo 3º e 4º lugares

11h30 - 1ºgrupo vs 2ºgrupo - FINAL

Esta competição vai disputar-se em sistema de poule, a uma volta. No domingo, último dia do torneio, jogam-se as finais para apuramento de classificação.


Apareçam no Pavilhão da Quinta dos Lombos! 

Veleiros Lusos nas “The Tall Ships Races”


Escasseiam os dias para a chegada dos grandes veleiros que cumprem a primeira perna da regata que liga Saint-Malo, França à cidade de Lisboa. A partir do dia 19 de julho estarão atracados na margem do Rio Tejo, entre o Terreiro do Paço e Santa Apolónia, 48 veleiros que têm a bordo mais de 3.000 tripulantes que trarão à capital uma nova cor e ânimo.

Portugal é o um dos três países que melhor representará a frota das “The Tall Ships Races”, com seis embarcações inscritas, viva prova que a ligação dos portugueses ao mar não se apaziguou. Os emblemáticos Navio-Escola Sagres, Creoula, Caravela Vera Cruz e Santa Maria Manuela estão presentes, assim como dois veleiros das classes D – 12,30m e classe C 14,04 metros que depois do desfile rumam até mares já muito, por nós, navegados neste caso o Oceano Atlântico.

E porque não é só de embarcações de grande calado que a frota portuguesa é constituída, o Veloce e o Vela Nautica II fazem parte do lote de 31 veleiros de classe C e D. José Inácio, um velejador já acostumado a azáfamas marítimas declara: “já perdi a conta às regatas que fiz. Perto de vinte. Desde 1992, nos Estados Unidos, aquando das comemorações do descobrimento da América que não parei”. O skipper do Vela Nautica II, fará a perna Lisboa-Cádis, uma embarcação de classe C, levando a bordo mais cinco tripulantes. A representação lusa conta também com António Pereira, da comissão diretiva da APORVELA, Skipper do Veloce, que fará, como José Inácio, a viagem até Cádis.

uno Comélio da Silva, comandante do Creoula, um lugre de que recentemente completou 75 anos, descreve toda a envolvência da regata como “um evento de uma magnitude fantástica e que representa o expoente do gosto pelas coisas do mar”. A premissa das “The Tall Ships Races” foca-se no embarque dos jovens nos veleiros, fornecendo-lhes treino de mar com intuito de proporcionar uma aventura inesquecível. Nas palavras do comandante do Creoula a “amizade e camaradagem, a alegria e, claro, a beleza destes navios” são o espirito do evento. O comandante do Santa Maria Manuela, António São Marcos, descreve esta participação como um “chamamento” reforçando que “desempenho a função com espírito de missão no sentido de reiniciar uma escola há muito perdida de navegação à vela em grandes veleiros da Marinha Mercante”.

“Trata-se de uma experiencia riquíssima. Quem vai já não quer voltar”. Estas são as palavras de António Lobato, director da APORVELA o Homem do leme da Caravela Vera Cruz, construída no âmbito das comemorações do descobrimento do Brasil. Réplica das antigas caravelas portuguesas, a Vera Cruz, tem como propósito essencial a criação de condições para a prática do treino de vela e da participação em provas e eventos náuticos.



O Navio-escola Sagres construído na cidade Hamburgo a norte da Alemanha em 1937, escassos anos prévios da 2ª grande guerra, foi adquirido por portugal em 1961. Pertencente à Marinha Portuguesa, este veleiro assegura a formação marinheira de futuros oficiais. Além da missão relacionada com a instrução dos cadetes, o navio-escola é também regularmente utilizado na representação Marinha e do País. Em 2012 a “Sagres” comemora 50 anos ao serviço da Marinha portuguesa e, tal como o Creoula e Santa Maria Manuela, 75 anos de vida naval.

Para além do número positivo de embarcações nacionais, o número de jovens envolvidos, este ano, no “The Tall Ships” é de 220. Mais de duas centenas de afoita mocidade lusa figura nas inscrições do evento divididos por 11 embarcações, portuguesas e estrangeiras. 
 
Fonte: AnaLima Comunicação

terça-feira, 10 de julho de 2012

Grandes Veleiros com Lisboa à vista



 
Saint-Malo despediu-se, pela décima vez, dos Grandes Veleiros que entre os dias 5 e 8 de Julho estiveram atracados no porto da pequena cidade portuária situada no norte de França. Sendo uma antiga área de atracagem corsária, terra de tradição marítima com navegadores como Jaques Cartier que carimbou o seu nome na história naval francesa ao descobrir os territórios canadianos de Terra Nova e o estado do Quebec; Saint-Malo foi o local escolhido para o início das “The Tall Ships Races” que tem como próximo destino Lisboa.

A largada da primeira perna da regata, marcada para segunda-feira, teve de ser adiada devido a condições meteorológicas menos favoráveis. Assim sendo, a cidade bretã, que nos últimos dias pulsou de “entusiamo e recebeu muitos visitantes”, segundo Marta Lobato, manager das “The Tall Ships 2012 Lisboa”, pode apreciar por mais um dia o espetáculo que aguarda por melhores condições. Os veleiros partem amanhã em direção ao Mar Céltico, rumo à capital portuguesa que conta os minutos para a grande receção.

A Grande Regata conta com a participação de centenas de jovens portugueses que não quiseram perder a oportunidade de embarcar numa aventura como esta. Marta Lobato avançou que “vindos de França chegarão 21 portugueses, distribuídos por diversos veleiros”, que depois juntar-se-ão a mais duzentos jovens que farão jus à intrépida reputação portuguesa nos mares por nós navegados durante séculos.

As “The Tall Ships Races 2012 Lisboa”, que a Associação Portuguesa de Treino de Vela organiza em colaboração com a Sail Training International (STI) e que contam com o Alto Patrocínio do Presidente da República, vão reunir em Lisboa 48 Grandes Veleiros e 3.000 tripulantes de 19 a 22 de Julho.

São esperados mais de um milhão de visitantes portugueses e estrangeiros no cais entre o Terreiro do Paço e Santa Apolónia neste que é um dos eventos mais aclamados a nível mundial, tendo sido considerado, no ano de 2009, o que contou com maior número de visitantes. 
 
Fonte: AnaLima Comunicação

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Judoca Ana Hormigo em Londres

jcserv 2012 / JCMYRO


Judoca Ana Hormigo nos Jogos Olímpicos como parceira de treino


É oficial, a judoca albicastrense Ana Hormigo irá integrar a comitiva olímpica portuguesa da 30ª Edição dos Jogos Olímpicos de Verão a realizar entre os dias 27 de julho e 12 de agosto de 2012. A judoca da categoria -48 kg, apesar de não ter conseguido uma das 16 vagas disponíveis (relembre-se que ficou na 17ª posição do ranking olímpico) irá participar neste evento como parceira de treino das judocas mais leves, Joana Ramos (-52 kg) e Telma Monteiro (-57kg). A equipa olímpica de judo ainda é integrada por Yahima Ramirez (-78kg) e João Pina (-81 kg).

O penúltimo estágio nacional de preparação olímpica irá realizar-se entre os dias 9 e 12 de julho no Centro de Alto Rendimento da Anadia e integrará outro albicastrense, Ricardo Louro, vice-campeão nacional de sub 23 que volta a merecer a confiança da equipa técnica nacional.


DR 23012



Abel Louro em Formação Complementar para treinadores de Alta Competição


Todos os treinadores de judo que tenham ao seu encargo atletas de alta competição foram convocados pela Federação Portuguesa de Judo para uma formação complementar obrigatória por lei.

Abel Louro responsável técnico da Escola de Judo Ana Hormigo, foi o único treinador do Distrito de Castelo Branco a participar nesta ação que teve a duração de 2 fins-de-semanas.

Um dos preletores desta ação foi o espanhol Oscar Peñas, campeão da europa e finalista em várias competições mundiais da modalidade. 
Fonte: EJAh

domingo, 8 de julho de 2012

Melker termina em 4º e 6º lugares

DR ORT


Ocean à porta do pódio na GP2 Series em Silverstone

A Ocean Racing Technology esteve este fim-de-semana em plano de evidência na GP2 Series em Silverstone. Apesar das condições atmosféricas adversas a equipa portuguesa e o seu piloto Nigel Melker conseguiram terminar a primeira corrida à beira do pódio e a segunda no sexto lugar.

Victor Guerin o representante brasileiro da equipa nacional continua o seu processo de evolução na categoria. Nunca tinha corrido no traçado de Silverstone e fê-lo logo em condições atípicas. A primeira corrida correu bem no início mas perto do final, e depois de várias intervenções do 'safety-car', viria a cair para o 18º lugar final. Na segunda prova entrou em 'aqua planning' na volta de formação e não chegou a arrancar para a corrida.

A satisfação pela boa performance de Melker era generalizada no seio da equipa portuguesa: "Estou muito contente por estes resultados. Foram duas corridas muito difíceis e muito disputadas. Era um resultado que perseguia há bastante tempo. Estamos todos de Parabéns e espero manter este ritmo daqui em diante em todas as provas", rematou Nigel Melker.

Victor Guerin apesar de tudo estava satisfeito: "Estrear-me neste circuito com tanta chuva não foi a mais fácil das tarefas mas até que correu bem. Claro que gostava de ter tido oportunidade de fazer a segunda corrida. Mas acredito que mais tarde ou mais cedo o meu trabalho vai dar frutos", disse.

Tiago Monteiro e José Guedes congratularam o trabalho da sua equipa num fim-de-semana particularmente complicado: "É uma motivação extra para toda a estrutura. O Nigel esteve bastante bem e merece estes resultados. Vamos continuar o nosso trabalho que acreditamos está no bom caminho para voltar a repetir as boas prestações nas próximas corridas", remataram os responsáveis da Ocean que acompanharam de perto o desempenho da sua equipa.

quarta-feira, 4 de julho de 2012

“The Tall Ships Races 2012 Lisboa”



Altas expectativas no meio da azáfama para que nada falhe

Tudo o que precisa de saber sobre o Grande Evento do ano em Portugal


Lisboa recebe, de 19 a 22 de Julho, a escala da primeira etapa e o arranque da segunda perna da regata “The Tall Ships Races 2012”. O evento conta com a presença de 45 veleiros, durante os quatro dias do evento, que irão colorir as sete colinas de Lisboa.

As “The Tall Ships Races” são Regatas organizadas todos os anos pela Sail Training International, com vista a promover a formação e o treino de mar, assim como a convivência intercultural junto dos jovens de todo o mundo. Em Lisboa, e com o Alto Patrocínio do Presidente da República, o espaço da margem Norte do Tejo, entre a Praça do Comércio e Santa Apolónia, prepara-se para receber cerca de um milhão de visitantes.

Têm sido semanas bastante atarefadas mas estamos todos confiantes. Os Grandes Veleiros são umas estrelas e é espetacular ver ao vivo. Virem até à nossa cidade só tem coisas boas. As expectativas são altas!”, começa por dizer Marta Lobato. “O evento decorre este ano num recinto emblemático, aos pés de Alfama, no Cais de Santa Apolónia. Temos a invasão do público que vem ver os Grandes Veleiros - podem visitar o interior de cada barco - e dos tripulantes que chegam por Lisboa antiga para invadir as ruas de capital portuguesa”, acrescenta a Manager das “The Tall Ships Races 2012 Lisboa”.

O Treino de Mar é uma atividade relacionada com a vela que proporciona uma aprendizagem muito para além das noções básicas. Os participantes são confrontados com vários desafios, tanto físicos como emocionais. É uma atividade que inspira autoconfiança, responsabilidade pessoal e espírito de equipa, para além de promover a integração de qualquer indivíduo independentemente da sua base cultural ou social. Todos os que fazem treino de vela nos Grandes Veleiros normalmente classificam-no como uma experiência única na vida.

A Sail Training Internacional, organizadora das “The Tall Ships Races”, é uma instituição sem fins lucrativos que trabalha com os Grandes Veleiros e com organizações de treino de vela nacionais, de modo a ajudar os jovens que beneficiam do treino de vela. É o líder mundial em organização de regatas, eventos, conferências, seminários, publicações, investigação e outros serviços para a comunidade internacional de treino de vela.

As “The Tall Ships Races 2012”, presented by Szczecin, são o maior evento organizado pela Sail Training International em águas europeias e é o que tem o maior número de participantes nos treinos de vela. Este ano vão estar envolvidos 7.000 jovens tripulantes em cinco portos da Europa:

·        St Malo, França – Quinta-feira, 5 Julho a Domingo, 8 Julho (Regata 1)
·        Lisboa, Portugal – Quinta-feira, 19 Julho a Domingo, 22 Julho (Regata 2)
·        Cadiz, Espanha – Quinta-feira, 26 Julho a Domingo, 29 Julho (Cruise-in-Company)
·        Corunha, Espanha – Sexta-feira, 10 Agosto – Segunda-feira, 13 Agosto (Regata 3)
·        Dublin, Irlanda – Quinta-feira, 23 Agosto – Domingo, 26 Agosto (Fim das regatas)

As “The Tall Ships Races” são planeadas com quatro anos de antecedência com um percurso cuidadosamente escolhido para permitir visitas a várias áreas marítimas na Europa, desde o Báltico até à Península Ibérica. Uma vez escolhido o percurso, a Sail Training International seleciona os portos mais relevantes de cada região e os mesmos são convidados a apresentar propostas para receberem o evento.

Existem muitas razões económicas e sociais para um porto apresentar a sua proposta para ser o escolhido a receber as “The Tall Ships Races”. Tradicionalmente, grandes multidões (desde centenas de milhares a um milhão) visitam o porto durante os quatro dias do evento, trazendo lucro à cidade e ao comércio local. A atenção dada pelos Media, tanto a nível nacional como internacional, contribui muito para a promoção e o envolvimento do público com o evento é também uma mais-valia para o porto.

As regatas estão abertas a qualquer veleiro monocasco de mais de 9,14 metros de comprimento e constituídos por uma tripulação em que metade dos velejadores tenha entre 15 a 25 anos. Também é necessário que o veleiro tenha todos os requisitos de segurança estabelecidos pela Sail Training International.

O número e a variedade dos Grandes Veleiros permitem a que qualquer pessoa possa participar, incluindo pessoas com deficiências físicas ou mentais, desde que tenham mais de 15 anos. Os novos tripulantes podem fazer parte de todos os percursos, ou escolher fazer apenas uma das regatas. Ninguém fica em terra pois a Sail Training International oferece uma bolsa para quem não consegue angariar os fundos necessários para participar no evento. Em Portugal essa missão está entregue ao programa “Jovens e o Mar”.

Quem ainda não tiver planos para as férias pode sempre embarcar num Grande Veleiro. É uma aventura inesquecível”, adianta Marta Lobato que, também ela, já embarcou nesta aventura à procura do desconhecido. “É uma experiência nova e pode definir-se como uma mistura de um InterRail com um campo de férias com Mar”, diz a Manager.

No site oficial da organização internacional – www.thetallshipsraces.com – pode ser acompanhado o percurso dos Grandes Veleiros no sistema de tracking em tempo real, tal como se podem ver os resultados.

Depois do regresso este ano a Lisboa e ao Atlântico, em 2013 as “The Tall Ships Races” mudam-se para o Báltico. Aarhus (Dinamarca), Helsínquia (Finlândia), Riga (Letónia) e Szczecin (Polónia) são os portos a visitar pelas dezenas de Grandes Veleiros em competição.
 
Fonte: AnaLima Comunicação

Ocean procura novo pódio em Silverstone



A estreia da Ocean Racing Technology na GP3 Series este ano tem-se revelado muito positiva com a equipa portuguesa liderada por José Guedes e Tiago Monteiro a ser considerada como favorita aos lugares do pódio. Assim e com a aproximação de mais um fim-de-semana de competição em Silverstone a 7 e 8 de Julho, a equipa lusa volta a reformular as ambições de sucesso.

O piloto italiano Kevin Ceccon tem estado em plano de evidência em todas as corridas e ocupa agora a sétima posição da tabela mas a escassos 5 pontos do terceiro lugar. E depois de já ter mostrado o seu valor na segunda ronda onde foi ao pódio e registou as voltas mais rápidas, as expectativas são elevadas: "As corridas em Inglaterra são sempre imprevisíveis pois o estado do tempo muda com muita facilidade. Mas ainda assim, o meu objetivo para este fim-de-semana passa por amealhar o maior número de pontos possíveis para as contas do Campeonato e porque não, mais um pódio para a equipa. Temos tudo para o conseguir", referiu.

Robert Cregan e Carmen Jorda, os outros dois pilotos que vestem as cores da equipa nacional, estão igualmente expectantes: "Sinto-me corrida a corrida mais confiante. Tenho aprendido bastante desde o início do Campeonato e espero traduzir esses conhecimentos em melhores resultados. Chegar aos pontos é o meu objetivo principal", disse o piloto irlandês.

"O resultado da corrida passada é sem dúvida uma motivação acrescida. Espero continuar a evoluir e a fazer um bom trabalho. A minha meta agora passa por melhorar cada resultado. Espero conseguir", disse a piloto espanhola que na corrida anterior alcançou o seu melhor resultado desde que entrou no Campeonato com o 13º lugar.

Groupama 4 vencedor da Volvo Ocean Race



O Groupama 4, com Franck Cammas ao leme, é o grande vencedor da 11ª edição da Volvo Ocean Race 2012.

Ao fim de nove etapas e de oito meses em alto mar, com inúmeros percalços pelo caminho, inclusive uma inundação a bordo passando pela queda do mastro, Franck Cammas consagrou-se como vencedor.

A equipa francesa vence assim esta edição da Volvo Ocean Race com mais 24 pontos que o segundo classificado, o Camper, sem ter de esperar pela In-Port deste Sábado para fazer a festa.

“Vencer a Volvo Ocean Race é um desafio muito bom! Isto é emocionante e motivador para qualquer equipa: conseguir o que ninguém espera de nós. Não éramos um dos favoritos e até tivemos um arranque estranho, em Alicante. No entanto, após uma vitória como esta, teremos grandes memórias e confiança na nossa maneira de trabalhar e na nossa estratégia na qual nos podemos projetar para muitos outros desafios. Este é um sonho épico, que hoje se tornou realidade e posso dizer honestamente que não contava ganhar na nossa primeira tentativa na Volvo! Tornamo-nos numa boa equipa ao longo das muitas milhas percorridas. Inicialmente pensávamos que os espanhóis iriam sair com a vitória da regata, mas sabíamos que os quatro barcos estavam muito próximos, que todos tinham a hipótese de ganhar. Foi uma regata extraordinária, como nunca houve... E nós ainda queremos ganhar a última in-port em Galway, no sábado, como agradecimento ao Thierry Péponnet, que nos disse para terminar na frente nas regatas curtas: precisamos de rondar as boias em grande estilo! Estamos muito felizes em poder competir na última regata sem qualquer pressão sobre os nossos ombros “, afirmou Franck Cammas.

O CEO do Grupo Groupama, Thierry Martel, recebeu e agradeceu a Cammas: “Estamos muito orgulhosos desta vitória excecional que representa muito para a Groupama. Acima de tudo é um grande orgulho para todos do grupo, representantes e colegas após todo o trabalho realizado pelas equipas, tanto no mar como em terra. A fé é um objetivo ambicioso e com capacidade de unir e motivar uma equipa, independentemente dos fatores desconhecidos que vêm a caminho. Obrigado ao Franck e à sua tripulação e para todas as equipas de terra por terem escrito um novo capítulo na história que estamos a construir juntos há cerca de 15 anos”, declarou Martel

Está encontrado o vencedor desta prova de circum-navegação, que começou em Novembro do ano passado em Alicante e que passou pela Cidade do Cabo, Dubai, Sanya, Nova Zelândia, Itajaí, Miami, Lisboa e Lorient terminando na cidade irlandesa de Galway.

Classificação Geral:

1 – Grouopama 4 – 250 pontos
2 – Camper – 226
3 – Puma – 220
4 – Telefónica – 209
5 – Abu Dhabi – 129
6 – Sanya – 50 
 
Fonte : AnaLima Comunicação